segunda-feira, 21 de agosto de 2017

NOTA PUBLICA ASSOCIAÇÃO EROS

GRUPO EROS
A Associação EROS primeiro Grupo Gay de Ilhéus  desde o ano de 2005 a 2013 fundamentou a criação e organização do projeto PARADA GAY DE ILHÉUS a cada realização e organização foi atribuído o respaldo e reconhecimento em todas as esferas Nacional, Estadual e Municipal após logos anos de aprovação e realização do Projeto da Parada da Gay de Ilhéus em parceria com a Prefeitura Municipal de Ilhéus, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Turismo, Coordenação Municipal de DST e AIDS.  


Nossa proposta de ações do projeto da Associação EROS visa a qualidade das ações norteando a base de Campanhas de Prevenção e Controle das DST/AIDS através da parceria efetiva e incentivada através da Prefeitura Municipal, Secretaria de Saúde e a equipe técnica da Coordenação de DST e AIDS de Ilhéus que certamente incorpora os serviços de teste rápido de AIDS e Hepatites Virais, distribuição de materiais educativos e preventivo bem como o incentivo ao exercício a cidadania dos Homossexuais em geral princípios estes primordiais promovidos pelo movimento social instituído desde o ano de 2002 fundação da Associação EROS na cidade visando o controle social e a luta contra o preconceito, discriminação racial e homofobia na sua historicidade.

A Associação EROS nesta nota pública de forma respeitosa vem através deste, informar a todos os órgãos públicos de Governo, Policia Militar da Bahia e região, empresa privada, grupos políticos, movimentos sociais, rede de TV e Rádio, organismos de controle social, e toda sociedade de Ilhéus e demais população de cidades que compõe o estado da Bahia que “Não se responsabilizamos por quaisquer eventuais problemas e danos causados pela desordem, falta de coerência com relação a Campanha de Saúde pública, á Violência incorporada nesta organização da 13ª PARADA GAY DE ILHÉUS do dia 24 de setembro de 2017 provida de forma tendenciosa e desordeira por outra entidade.
  
Apesar dessa desastrosa situação e outras entidades que contrapõem a proposta real do projeto de cunho criado pela Associação EROS estamos vindo a público ressaltar  a todos que estaremos SIM procurando parceria efetivas para que possamos em outra data, mês do ano de 2017 realizara organização a 13ª PARADA GAY DE ILHÉUS com a finalidade de promover  ações concretas de controle social referente as politicas públicas de saúde as DST e AIDS e o fomento a cultura, turismo e o respeito aos cidadãos e cidadãs  homossexuais e heterossexuais que sempre apoiaram nossa causa nesta cidade de Ilhéus.

Para nós da Associação EROS é repudiante estas ocorrências e  atrocidades de apropriação indevida do nosso projeto criado pelo EROS na sua integridade desde a sua primeira edição no ano de 2005, foram muitos anos de luta, persistência e dificuldades vencidas para alcançar, respaldo do Governo Municipal de Ilhéus nestes atuais tempos.

Lamentamos a todos que nos deram apoio direta e indiretamente ao projeto construído mas infelizmente ocorrências e imprudências nos assolaram ficando marcas e cicatrizes marcadas por tiroteio, violências, perda de vidas, farras exageradas, banda, bagunça e falta de organização com os demais organizadores infiltrados em nosso sonhado projeto, nosso sentimento não é de culpa pelos desastres presenciado por todos que acompanharam todas as edições da realização da Parada Gay, não podemos esquecer o período assombroso dos tiros que culminaram em desespero total das pessoas correndo sendo pisoteadas no asfalto da avenida soares Lopes e a falta de controle daquela organização truculenta falta amor pela vida de todos os participantes no evento isso é desorganização e falta de planejamento das ações do projeto.

Precisamos que algo seja feito para devolver a ordem, ética e moral a organização da Parada Gay que leva o peso do nome da cidade de Ilhéus.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Excitante?, Lutador goza durante luta e causa polêmica

O que deveria ser uma simples luta acabou causando bastante burburinho, um lutador japonês acabou se animando mais do que deveria durante um campeonato de luta greco-romana.



Como resultado ele acabou deixando o tatame todo gozado e como a roupa de malha fina e tradicionalmente usada sem cueca não é nada discreta ele acabou atraindo todos os flashes.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO DA DIRETÓRIA DA ASSOCIAÇÃO GRUPO EROS

GRUPO GAY DE ILHÉUSA diretora da Associação EROS- Grupo de Apoio e Luta pela Livre Orientação Sexual do Sul da Bahia, no uso de suas atribuições legais, CONVOCA todos (as) os filiados da entidade, para se fazer presente em mais uma eleição para o triênio de 2017 a 2020, no dia 25 de abril de 2017, das 15:00 as 19:00h. na sede provisória situada na Rua Eustáquio Bastos, 232, pontal cidade de Ilhéus Bahia.

Att;

Mauricio Monteiro
Vice Presidente

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Gêmeo Manoel faz comentário homofóbico e internet já quer eliminá-lo do BBB


O gêmeo Manoel, que disputa uma vaga definitiva no Big Brother Brasil com o irmão Antônio, soltou um comentário homofóbico que causou discussões nas redes sociais.

Após a estreia da 17ª edição do programa na última segunda-feira (23), a produção organizou uma pequena festa para os participantes e Manoel teria dito que não iria dançar as músicas que estavam sendo tocadas porque elas eram "músicas de gays".
"Essas musiquinhas de baitola, mô (sic) de boate gay", disse o gêmeo na casa quando começou a tocar pop.
O comentário, é claro, enfureceu a internet, que já o elegeu como o "mais odiado da casa"

CARNAVAL ANTECIPADO DE ILHÉUS SERÁ DE 17 À 19, CONFIRA AS ATRAÇÕES

Resultado de imagem para carnaval de ilheus 2017Está confirmadoo Carnaval Antecipado “Ilhéus Folia”, de 17 a 19 de fevereiro, no grande palco da alegria, a Avenida Soares Lopes. A festa, uma realização da Prefeitura de Ilhéus, conta com o patrocínio do Governo da Bahia, através da Bahiatursa. Entre as atrações, estão Timbalada, Patrulha do Samba, Lordão, Duas Medidas, Papazoni, Trio da Huanna, Babado Novo e A Vingadora. Prefeitura e Governo do Estado negociam, ainda, a contratação de Saulo Fernandes e Aline Rosa 
O secretário municipal de Turismo, Roberto Lobão, informa que estão sendo feitos contatos para incluir o cantor Saulo Fernandes na programação do carnaval antecipado de Ilhéus. Ele enfatiza que a festa terá a participação de artistas regionais, que estão sendo selecionados a partir de credenciamento realizado através da Secretaria de Cultura.
“Emborao principal palco do evento seja a Avenida Soares Lopes, no centro da cidade, blocos tradicionais vão fazer a festa nos bairros Hernani Sá (Urbis), de 25 a 28 deste mês, no Teotônio Vilela recebe entre os dias 25 e 27 de fevereiro, e também no Pontal”, adianta Lobão.
CARNAVAL ANTECIPADO DE ILHÉUS SERÁ DE 17 À 19, CONFIRA AS ATRAÇÕESO carnaval Ilhéus Folia 2017 contará com quatro trios elétricos, sendo dois da categoria especial, e três mini trios. Além da decoração do espaço, entre a Catedral de São Sebastião e o Cine Santa Clara, haverá infraestrutura com sanitários químicos, espaços para vendas de bebidas e comidas, camarote oficial, atendimento em saúde e o apoio de segurança das polícias civil e militar. 

Diário dos Famosos: Muitas nudes de famosos e quase








Discriminar gays no RJ agora pode levar a multa de R$ 60 mil


públicos ou estabelecimentos comerciais que praticarem discriminação por conta de sexo ou orientação sexual em qualquer cidade do Rio de Janeiro agora poderão ser condenados a pagar multa de até R$ 60 mil. A lei nº 7041, aprovada na Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) em junho e sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (16). Ela entra em vigor imediatamente e o Poder Executivo tem 60 dias para regulamentá-la.


De acordo com o texto, a punição valerá para "estabelecimento público, comercial e industrial, entidades, representações, associações, fundações, sociedades civis ou de prestação de serviços que, por atos de seus proprietários ou prepostos, discriminem pessoas em função de preconceito de sexo e de orientação sexual ou contra elas adotem atos de coação, violência física ou verbal ou omissão de socorro".


Além da multa, no caso de agentes públicos, poderá haver também suspensão e até cassação da inscrição estadual. A lei não se aplica a instituições religiosas e, em um dos pontos mais criticados pelos ativistas LGBTs, não cita em nenhum momento a discriminação a transexuais e travestis.



Em parágrafo único do Art. 2º, o texto detalha quais condutas serão consideradas discriminatórias. São elas:


- Recusar ou impedir o acesso ou a permanência ou negar atendimento nos locais citados anteriormente, bem como impedir a hospedagem em hotel, motel, pensão, estalagem ou qualquer estabelecimento similar

- Impor tratamento diferenciado ou cobrar preço ou tarifa extra para ingresso ou permanência em recinto público ou particular aberto ao público

- Impedir acesso ou recusar atendimento ou permanência em estabelecimentos esportivos, sociais, culturais, casas de diversões, clubes sociais, associações, fundações e similares

- Recusar, negar, impedir ou dificultar a inscrição ou ingresso de aluno em estabelecimento de ensino público ou privado de qualquer nível

- Impedir, obstar ou dificultar o acesso de pessoas, devidamente habilitadas a qualquer cargo ou emprego da Administração direta ou indireta, bem como das concessionárias e permissionárias de serviços públicos


- Negar, obstar ou dificultar o acesso de pessoas, devidamente habilitadas a qualquer cargo ou emprego em empresa privada

- Impedir o acesso ou o uso de transportes públicos, como ônibus, metrô, trens, barcas, catamarãs, táxis, vans e similares

- Negar o acesso, dificultar ou retroceder o atendimento em qualquer hospital, pronto socorro, ambulatório ou em qualquer estabelecimento similar de rede pública ou privada de saúde

- Praticar, induzir ou incitar pelos meios de comunicação social a discriminação, preconceito ou prática de atos de violência ou coação contra qualquer pessoa em virtude de preconceito de sexo e de orientação sexual

- Obstar a visita íntima, à pessoa privada de liberdade, nacional ou estrangeiro, homem ou mulher, de cônjuge ou outro parceiro, no estabelecimento prisional onde estiver recolhido, em ambiente reservado, cuja privacidade e inviolabilidade sejam assegurados, obedecendo sempre, os parâmetros legais pertinentes à segurança do estabelecimento, nos termos das normas vigentes


fonte: terra

Vazou nudes do modelo do clipe da Taylor Swift