quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Vaza na web vídeo íntimo de Rômulo Arantes Neto e juiz acusa o ator de vazá-lo propositalmente


Vaza na web vídeo íntimo de Rômulo Arantes Neto e juiz acusa o ator de vazá-lo propositalmente


                             

Casais homoafetivos no Brasil cresceu 170%; Ainda, casais gays tem renda 65% maior que a de HT

Casais homoafetivos no Brasil cresceu 170%; Ainda, casais gays tem renda 65% maior que a de HT
No Brasil, a união entre pessoas do mesmo sexo é permitida desde 2011 através de uma resolução do Supremo Tribunal Federal. Entretanto, foi a partir de 14 de maio de 2013 que, após decisão do Conselho Nacional de Justiça, através da Resolução 175 garantiu aos casais homoafetivos o direito ao casamento civil em todo o país.

Desde então, foram realizados mais de 15 mil registros de matrimônio entre gays e lésbicas no país, segundo dados da CNJ. Aliás, casais formados por pessoas do mesmo sexo têm se tornando mais comum que heterossexuais. Nos últimos anos, o número de pares homossexuais morando juntos no Brasil cresceu 170%. Segundo levantamento feito pela FGV social são 304 mil pessoas nessa situação. 

Ainda, a renda média de indivíduos que compõem casais homoafetivos são 65% maior do que a dos chefes de famílias heterossexuais. Uma explicação para isso é a quantidade de filhos em casais formados por pessoas de orientação sexual divergentes. 
As informações foram extraídas e/ou baseadas em um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas que colheu cerca de 35 milhões de entrevistas. 

Em busca de pornografia "focada no pênis", cresce o número de mulheres viciadas em pornô gay

Em busca de pornografia "focada no pênis", cresce o número de mulheres viciadas em pornô gayVerdade seja dita, pornô bom de verdade é o gay... e não falo isso porque, bem, sou gay, mas porque é a verdade.

Sinceramente, lá nos primórdios da minha adolescência, quando ainda vivia no armário e não tinha acesso a pornografia homossexual, era obrigado a assistir, escondido, pornô hétero dos meus irmãos. 

Era um suplício! Nunca entendi por que as mulheres ficam cerca de trinta minutos só pra tirar a roupa - a pessoa perde o tesão só nisso! Ainda, produtos adultos heterossexuais é egoisticamente voltado para os homens, para saciar a vontade dos machos e jamais a das mulheres. Machismo que chama, né mores? 

Enfim, de acordo com um levantamento feito pelo jornal britânico 'The Telegraph', essa visão do pornô hétero não é compartilhada apenas por mim mas, também, por mulheres heterossexuais. Segundo o noticioso inglês, pornografia gay tem se tornado uma "válvula de escape" para esse público que não se sente contemplado pelos produtos do gênero destinado aos heterossexuais. 

"Não há nada melhor do que ver dois caras bonitos transando", disse ao jornal uma das mulheres ouvidas que, complementa, prefere a pornografia entre pessoas do mesmo sexo porque "é focada no pênis" e não na vagina e SOMENTE na vagina. 
Ainda, essas mulheres acrescentam que assistir dois homens transando auxiliam no aprendizado de novas posições: "conheci posições sexuais muita mais criativas", revela Kristi Hancock. 

Pesquisa revela que gays ganham até 10% a mais que heterossexuais

Pesquisa revela que gays ganham até 10% a mais que heterossexuais
Uma pesquisa realizada pela revista norte-americana Harvard Business Review revelou realidades distintas à comunidade homossexual no Brasil e nos Estados Unidos.

Segundo o estudo, homens gays ganham até 10% a mais que heterossexuais nos EUA, graças a uma política de valorização que as empresas adotaram em relação aos homossexuais nos últimos anos. 

No Brasil, entretanto, as companhias ainda apresentam grandes dificuldades em contratar funcionários assumidamente gays, lésbicas, bissexuais ou transgêneros. Segundo um estudo da Elancers, uma em cada cinco empresas nacional afirmam que não contratariam um homossexual. 

Referente à pesquisa sobre a situação de funcionários gays norte-americanos, para os economistas Christopher Carpenter e Samuel Eppink, antigamente não era possível mensurar a situação de homossexuais no âmbito empresarial por causa da repressão que esse público sofria, o que os impediam de "sair do armário". Nos últimos anos, entretanto, esse público começou a tornar sua orientação sexual pública, trazendo à luz dos fatos a questão da inclusão desse público, tornando o respeito e apoio à diversidade sexual uma política a ser implantada pelas empresas. 
Obviamente, esse pagamento "adicional" não é referente, necessariamente, à sexualidade de outrem, mas as suas competências. Talvez tenha crescido o número de homossexuais assumidos ocupando altos cargos. A pesquisa, entretanto, não traz dados tão específicos. 

Mulher é presa na Tanzânia por causa de vídeo de beijo gay

Bandeira do movimento LGBTDAR ES SALAAM – A polícia da Tanzânia prendeu uma mulher, depois que um vídeo que a mostra beijando e abraçando outra mulher em uma festa viralizou na internet, afirmou uma fonte oficial.
 homossexualidade é uma ofensa criminal na nação do leste da África, onde uma condenação por ter “conhecimento carnal de qualquer pessoa contra a ordem da natureza” pode implicar em prisão perpétua.
A mulher, que, segundo a polícia, mora na cidade de Geita, no noroeste da Tanzânia, foi presa depois que o vídeo circulou nas redes sociais mostrando uma mulher beijando e abraçando outra mulher e a presenteando com um anel.
“Posso confirmar que uma mulher está sob custódia por causa daquele vídeo. Vamos emitir mais detalhes posteriormente depois que concluirmos nossas investigações”, disse o chefe da polícia de Geita, Mponjoli Mwabulambo, à Reuters, por telefone, neste sábado.
O governo do presidente da Tanzânia, John Magufuli, intensificou a repressão contra a homossexualidade desde que assumiu o poder, em 2015, e ameaçou, em junho, prender e expulsar ativistas, assim como revogar o registro de todas as organizações não governamentais que fazem campanha a favor dos direitos dos gays.



Deputado australiano pede parceiro em casamento no Parlamento


Ryan Bolger reage a pedido de casamento de seu companheiro, Tim Wilson, no Parlamento australianoA maioria dos australianos votou a favor do casamento gay em uma votação realizada em setembro, e um projeto de lei de igualdade conjugal que foi aprovado pelo Senado na semana passada está sendo debatido na câmara baixa, onde deve passar nesta semana.
O parlamentar Tim Wilson fez a proposta a seu companheiro, Ryan Bolger, na capital Canberra. Os dois já haviam trocado alianças, mas prometido esperar a Austrália aprovar a legislação antes de se casarem.

“Este debate tem sido a trilha sonora de nosso relacionamento”, disse Wilson, emocionado, a seu companheiro, que estava sentado na área aberta ao público na parte superior do Parlamento.
Em nosso primeiro discurso eu defini nosso laço pelas alianças que se encontram nas nossas mãos esquerdas, que elas são a resposta à pergunta que não podemos fazer. Então só sobra uma coisa a fazer – Ryan Patrick Bolger, quer se casar comigo?”, perguntou Wilson, que foi comissário de direitos humanos da Austrália.

Bolger acenou que sim e foi aplaudido.
Tanto a coalizão liberal-nacional do primeiro-ministro, Malcolm Turnbull, quanto o opositor Partido Trabalhista disse pretender aprovar a lei até 7 de dezembro, mas qualquer emenda proposta pode ampliar este prazo.

A aprovação da lei fará da Austrália o 26º país a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, um divisor de águas em uma nação na qual alguns Estados consideraram a atividade homossexual ilegal até 1997.

Estudo diz que homens com irmãos mais velhos têm mais hipóteses de ser gay


Investigadores relacionam uma proteína do cromossoma Y, essencial ao crescimento do cérebro humano, com a homossexualidade

Um estudo recente refere que as hipóteses de um homem ser gay são maiores se este tiver um irmão mais velho. Além disso, estas razões começam inclusivamente bem antes do nascimento.

Investigadores já tinham reparado no padrão noutras pesquisas, mas agora pensam ter a razão biológica. Os resultados foram publicados na revista PNAS.
 
Segundo explica a CNN, são muitos os fatores que determinam a orientação sexual de um indivíduo, mas os investigadores descobriram que algo que acontece ainda no útero pode "alterar as funções cerebrais, mudando a maneira como um feto masculino pode, mais tarde, desenvolver a forma como sente atração". Esta situação foi explicada por Anthony Bogaert, da Universidade de Brock, no Canadá, e um dos autores do estudo.

Depois de brigar com público evangélico, Perlla participa de Parada Gay no RJ






Após voltar a cantar funk, Perlla tem tentado se aproximar do público que consome suas canções: o público LGBT. Tanto que logo quando resolveu abandonar o gospel, a cantora fez questão de dizer que nunca falou contra as relações homoafetivas e jogou a culpa de uma postagem em defesa da família tradicional na assessoria da gravadora Central Gospel, presidida pelo pastor Silas Malafaia.